Dodge Challenger T/A 1970

Autor: 
Editores do Consumer Guide

Em 1970, quando a Dodge/> (em inglês) finalmente conseguiu um carro bom e competitivo para correr no Campeonato Trans American Sedan do Sports Car Club of America, ela fabricou uma versão de rua ainda mais espetacular que o modelo de competição. Estamos falando do Dodge Challenger T/A 1970.

Na verdade, o Challenger T/A tinha um motor ainda mais potente que o seu equivalente de corrida./>
2007 Publications International, Ltda.
Na verdade, o Dodge Challenger T/A 1970 tinha um motor maior que seu equivalente de corrida

As regras do SCCA obrigavam a Dodge a vender uma versão de linha do carro das pistas e a Dodge respondeu com o Challenger T/A. Os carros de corrida tinham uma versão de 305 pol³ (5 l) do excelente motor Mopar V-8 de 340 pol³ (5,7 l). Tinham um carburador de quatro corpos e cerca de 445 cv. Os Challengers T/A de rua ficaram com o 340, mas incrementaram-no com um trio de carburadores Holley duplos sobre um coletor de admissão Edelbrock de alumínio.

A Dodge classificou o motor do T/A como de 290cv, mas com carburador de Seis Entradas a potência era de provavelmente 350.
2007 Publications International, Ltd.
A Dodge declarava o motor do T/A como tendo 294 cv, mas com a carburação Six Pack, de 6 bocas, a potência era de provavelmente 355 cv

Apesar da carburação "Six Pack" e um arsenal de reforços internos, a  potência do T/A também era 294 cv, como a do motor 340 de 4 corpos, porém a potência efetiva talvez passasse de 350 cv. Para abastecê-lo de ar, foi instalada uma abertura do tamanho de uma mala moldada no capô preto de fibra de vidro equipado com dois pinos de segurança. Dois escapamentos de baixa restrição iam até a localização normal do silencioso, embaixo do porta-malas e de lá mudavam de direção para terminar em saídas cromadas, tipo "megafone", localizadas antes das rodas traseiras.

A cabine era padrão para um Dodge Challenger.
2007 Publications International, Ltd.
A cabine era padrão para um Dodge Challenger

Câmbio automático TorqueFlite ou manual Hurst de 4 marchas, com relação de diferencial 3,55:1 ou 3,90:1, direção sem assistência ou assistida hidráulica estavam disponíveis. Os freios a disco dianteiros eram de série. A suspensão especial Rallye usava tudo reforçado e aumentava a curvatura das molas traseiras. O T/A foi um dos primeiros carros de linha com pneus de diferentes tamanhos, dianteiros e traseiros: E60 15 na frente, G60 15 atrás. 

A curvatura das molas modificada elevava a traseira o suficiente para dar espaço para os pneus traseiros e para as saídas do escapamento, dando ao T/A um visual radical. Listras laterais grossas, letras e logo audaciosos e um defletor preto estilo rabo-de-pato completavam o visual marcante, mas a cabine era padrão do Challenger R/T.

 Na rua, a parte traseira elevada, o aerofólio e listras pretas grossas impunham respeito ao T/A.
2007 Publications International, Ltd.
A parte traseira elevada, o defletor e listras pretas grossas
faziam o Dodge Challenger T/A 1970 impor respeito

No final das contas, o T/A não foi um vencedor consistente da SCCA, e seu irmão das ruas não tinha lá o desempenho de um carro de corrida, sucumbindo à sua acentuada saída de frente em curvas de alta. Mas o motor 340 e os enormes pneus traseiros ajudaram as versões de linha a acelerar o quarto de milha (400 metros) em 14s e fração, uma demonstração para deixar orgulhoso qualquer motor de bloco pequeno.

O Dodge Challenger T/A 1970

Especificações
Distância entre eixos, centímetros: 280
Peso, kg: 1.650
Número construído: 2.539
Preço base: US$ 4.480

Motor padrão
Tipo: OHV V-8
Cilindrada, polegadas cúbicas: 340
Alimentação: 3 carburadores duplos
Taxa de compressão: 10,5:1
Potência: 294 cv a 5.000 rpm
Torque: 47,4 mkgf a 3.400 rpm

Desempenho representativo

0 a 96,5 km/h: 5,9 s
0 a 400 metros: 14,5 s a 159,4 km/h

Para mais informações interessantes sobre muscle cars, veja os links a seguir:

  • Os muscle cars da Dodge/> (em inglês) estavam entre os mais rápidos e loucos. Veja perfis, fotos e especificações dos muscle cars da Dodge.
  • Existem muscle cars de muitos formatos e tamanhos. Aqui estão as características de mais de 100 muscle cars, incluindo fotos e especificações para cada modelo.
  • Os muscle cars criaram a sua própria cultura. Para aprender sobre isso, leia Como funcionam os Muscle Cars.

Confira esses perfis de muscle cars, que incluem fotos e especificações de cada modelo:

  • Qualquer Chevelle 71 poderia usar um distintivo de Super Esporte, mas somente o Chevrolet Chevelle SS 454 1971/> (em inglês) ganhou também o direito de exibir o seu tamanho de motor.
  • Bi, bi! Fom, fom! Dêem passagem ao muscle cars mais envenenados de todos os tempos, o Plymouth Road Runner Hemi 1970/> (em inglês).
  • O Pontiac Firebird Trans Am 1970 combinava uma manobrabilidade de esportivo com a potência de um muscle car.
  • Com três carburadores, 406 polegadas cúbicas e 406cv, o Ford Galaxie 406 1962/> (em inglês) provou que os carros Ford enormes podiam mesmo voar.

Para informações sobre carros, veja estes artigos:

  • O motor é o que confere ao muscle car a sua personalidade extravagante. Para aprender tudo sobre motores de carro, veja Como funcionam os Motores de Carros.
  • Muscle cars não teriam tanta potência se não fosse o cavalo-vapor- mas o que é exatamente cavalo-vapor? Como funciona o Cavalo-vapor responde a esta pergunta.
  • Os carros de corrida da NASCAR personificam a filosofia de força dos muscle cars. Leia Como funcionam os Carros da NASCAR para descobrir o que faz esses carros envenenados voarem.