Concorrentes do smart nos EUA

Autor: 
Ed Grabianowski

O smart fortwo não é o único carro na categoria superpequeno e supereficiente. Vamos ver como ele se compara a veículos similares no mercado.

O Toyota Prius 2009 híbrido é mais potente tanto com o motor de quatro cilindros a gasolina (77 cv) quanto com o motor elétrico (68 cv). Ele também usufrui a quantidade imponente de torque fornecida por um motor elétrico. Os valores de consumo de combustível de acordo com a EPA (Environment Protection Agency - Departamento de Proteção do Meio Ambiente) dos Estados Unidos para o Prius 2004 foram de 25,3 km/l em trânsito urbano e 21,6 km/l em estrada, o que dá a ele a vantagem na cidade. Os relatórios das versões a serem lançadas do Prius estimam que ele poderá chegar a números acima de 46,5 km/l [ref-em inglês]. O preço público sugerido de um Prius 4 portas 2009 nos EUA é de US$ 22.000.

Toyota Yaris 2007
Imagem cedida por Consumer Guide e Publications International, Ltd.
Toyota Yaris 2007

O Toyota Yaris 2007 é um pouco maior, mais pesado e mais rápido do que o fortwo, e custa menos, cerca de US$ 17 mil na versão completa. Entretanto, ele fica em desvantagem quanto a consumo de combustível 14,4 km/l na cidade e 16,5 km/l na estrada, de acordo com a EPA.

O Honda Fit 2007 é comparável ao Yaris, também um pouco maior e mais rápido do que o fortwo, com níveis de consumo um pouco abaixo do Yaris e um preço público sugerido de aproximadamente US$ 15 mil.

Mini Cooper 2006
Imagem cedida por Consumer Guide e Publications International, Ltd.
Mini Cooper 2006

O Mini Cooper, anteriormente o menor carro vendido nos Estados Unidos, tem peso superior ao do fortwo e os números de consumo de combustível não são muito impressionantes- 9,8 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada na versão automática. Com um preço-base sugerido de cerca de US$ 20 mil para o modelo 2006, os proprietários do Cooper estão pagando por estilo em vez de economia.

Acima de tudo, é provável que o fortwo seja o veículo de quatro rodas com motor a gasolina convencional mais econômico no mercado. Os números de consumo atuais de um carro híbrido não lhe são comparáveis e ele é mais caro do que qualquer outro subcompacto disponível, mas tem um estilo exclusivo, que chama a atenção e é mais fácil de estacionar que qualquer veículo (exceto uma motocicleta).

Avaliar o sucesso potencial de mercado dos smart fortwo nos EUA é difícil. Mesmo na Europa, onde estacionamento e gasolina são muito caros, as vendas iniciais foram lentas, mas o fato é que a marca smart se tornou um sucesso. Mais de 750 mil fortwo já foram vendidos na Europa, no Japão e em outros países.

O mercado dos EUA não tem sido muito receptivo aos veículos ultra-econômicos nos últimos anos, mas isso tem mudado lentamente à medida que os preços da gasolina aumentaram. As listas de espera por modelos Prius e o sucesso da linha Scion da Toyota sugerem que os motoristas americanos estão prontos para carros pequenos, econômicos e diferentes. Os subcompactos anteriores levavam em consideração mais a economia de combustível do que o estilo, resultando em carros sem graça e genéricos. O smart provavelmente fará mais sucesso no Canadá, onde as vendas do Toyota Echo superaram de longe os números dos EUA.

Enquanto a imagem veloz, mas diminutiva do smart poderá funcionar a seu favor, muitos motoristas americanos gostam de seus carros grandes. As picapes são campeãs de vendas em todo o país e os utilitários esportivos e Hummers são veículos de luxo máximo. Para divulgar o perfil do carro entre os consumidores americanos, a smart pagou para ter fortwos presentes em diversos eventos importantes, incluindo as maratonas de Nova York e Boston. Os protagonistas de "O Código Da Vinci" usaram bastante um smart e ele teve um papel de destaque até no trailer do filme.

A maior desvantagem para as concessionárias smart é seu preço. Dependendo da versão e dos itens incluídos, o preço de um fortwo varia de US$ 12 mil a US$ 21 mil. Os compradores que buscam economia de combustível também estão procurando gastar menos e eles podem encontrar um carro pequeno com um razoável consumo de combustível a preços bem menores que o de um fortwo.

O smart estava disponível para venda nos Estados Unidos antes mesmo de sua importação oficial. Importadores independentes os trouxeram em regime de mercado cinza (eles compram os carros e os embarcam para os Estados Unidos para revenda). A prática não é ilegal na maioria dos países, mas também não é aprovada pelos fabricantes de automóveis. A Daimler AG lançou o carro oficialmente em 2008, com a geração seguinte de fortwos sendo vendida através da rede de concessionárias UnitedAutoGroup.

Para mais informações sobre o smart e assuntos relacionados, confira os links na próxima página.