Tamanhos e características

Autor: 
Mark Bilek

O maior erro que um consumidor pode cometer ao substituir pneus talvez seja não usar o tamanho correto. Na parede lateral do pneu original (e de todos os pneus), é possível encontrar um código que traz o tamanho e as características do pneu. Eis uma amostra de um código e sua descrição:

P195/60R16 63H M+S

  • P - tipo de pneu
  • 195 - largura da banda de rodagem do pneu em milímetros
  • 60 - relação entre largura e altura da lateral comparada à altura
  • R - construção radial
  • 16 - diâmetro do aro em polegadas
  • 63 - taxa de carga do pneu
  • H - classificação de velocidade do pneu
  • M+S - pneu adequado a todas as estações

Se o código do pneu começar com LT ao invés de P, isso significa que o pneu é adequado para utilitário leve. Pneus de utilitários leves são projetados para ter capacidade de carga maior e geralmente são encontrados em caminhonetes e SUVs. Estes carros não necessitam ter pneus LT e, em muitos casos, a especificação do equipamento original exige pneus de carro de passeio.

A classificação da velocidade do pneu se traduz na sua habilidade de dissipar o calor ou prevenir o aquecimento. O calor é inimigo do pneu. Quanto mais calor, mais rápido ele se desgasta e mais rápido se decompõe. Um pneu com classificação de velocidade mais alta pode dissipar melhor o calor em viagens longas. Se o motorista utiliza pouco as auto-estradas, a classificação de velocidade pode não ser um fator importante na escolha da substituição dos pneus.

Os pneus são classificados em velocidades que variam de 160 km/h até 300 km/h. As classificações mais comuns são T (190 km/h) e H (210 km/h). Ambas excedem o limite de velocidade permitido em território nacional, portanto qualquer um dos pneus citados acima (T ou H) são boas escolhas para pneus de auto-estrada. Se o motorista dirigir somente na cidade, um pneu com classificação S (180 km/h) pode ser aceitável.

Um fator importante na escolha do estepe é a capacidade de carga. A taxa de carga no código do pneu indica a capacidade de carga daquele pneu específico. Quando você escolher um estepe, tome cuidado para não selecionar um pneu com baixa capacidade de carga.



Três bandas de rodagem diferentes para três necessidades diferentes. O Bridgestone Turanza é um pneu de passeio bem comum. Os sulcos largos em volta do pneu ajudam a tração em pista molhada.


O Bridgestone Potenza é um pneu de alta performance. A banda de rodagem larga e os sulcos rasos aumentam a zona de contato para melhor desempenho em pista seca.

Foto: cortesia Bridgestone Firestone
A abertura da banda de rodagem do pneu Bridgestone Blizzak permite melhor tração na neve e no gelo.

Sem levar em consideração a classificação de velocidade, capacidade de carga, tamanho e estrutura, a tração é a chave para a segurança. Um erro comum é escolher o pneu sem considerar a sua habilidade de aderir à estrada. Motoristas experientes irão considerar a tração em condições de pista seca, molhada e com neve. Se você deseja um pneu de alta performance, mas mora em uma região onde neva, utilize um pneu de "inverno". Se você mora em uma região onde o clima é quente o ano inteiro, um pneu de passeio pode se adequar às suas necessidades.

A maioria dos motoristas comete o erro de comprar pneus novos na primavera. Quando o pneu se desgasta, a tração em pista seca geralmente aumenta e a tração em pista molhada ou com neve diminui. A melhor época para comprar pneus novos é o outono.

Pneus de carro de passeio e pneus de utilitário leve são diferentes. Proprietários de caminhonetes e SUV (utilitários esportivos) geralmente escolhem pneus de carro de passeio porque são mais baratos e oferecem melhor dirigibilidade. Entretanto, se um carro for usado constantemente para carga ou para puxar trailers, a melhor opção é utilizar um pneu de utilitário leve que tem capacidade de carga maior.


Calibragem do pneu

A calibragem correta é importante por muitas razões:

  • Ela irá gerar menos calor ou fricção com a estrada, aumentando a economia de combustível e diminuindo o desgaste do pneu.
  • Pneu com excesso ou falta de ar irá se desgastar desigualmente.
  • Pneu com calibragem baixa perde a dirigibilidade nas curvas porque a parede externa não está tão rígida.

O mais importante para os proprietários de caminhonetes esportivas ou utilitários leves é que a capacidade de carga do pneu diminui à medida que ocorre perda de pressão do ar. Se você colocar muita carga em sua caminhonete sem calibrar os pneus para suportar a carga extra, você terá problemas. Os pneus subinflados irão aquecer rapidamente com a sobrecarga e você terá problemas com eles, perdendo tempo na sua viagem com a troca de pneus ou com algo pior.

Sem levar em consideração a temperatura, os pneus perdem entre 1-2 psi (libras por polegada quadrada) por mês. Além disso, para cada 5ºC de queda de temperatura ambiente, o pneu perderá 1 libra de pressão. Se você calibrar um pneu a 35 psi a uma temperatura de 30ºC no verão e não verificá-lo por sete meses, no inverno, quando a temperatura estiver em 5ºC, este pneu terá perdido 12 psi. Esta queda de pressão nos pneus aumentará o consumo de combustível, afetará a tração em pista molhada e aumentará seu desgaste.