Como funciona a Harley-Davidson

Autor: 
Marshall Brain

Selo HowStuffWorks

O que você escreveria sobre a Harley-Davidson? Quando alguém menciona as palavras "Harley-Davidson" várias coisas vêm à mente:

  • a empresa que fabrica as motos;
  • as motos que a empresa produz;
  • a história e a tradição que cercam a empresa e suas motos.

Além disso,também existe algo a mais -a aura da Harley-Davidson. Alguns a chamam de Harley mania, outros se referem a ela como cultura Harley. Se você está tendo dificuldade em entender esse conceito, basta considerar isso: a cada ano, centenas de milhares de entusiastas da Harley-Davidson convergem para cidades americanas como Sturgis, no estado de Dakota do Sul (agosto), Myrtle Beach, na Carolina do Sul (maio) e Daytona Beach, na Flórida (março) para uma semana inteira de festas e demonstrações de vendas. Essas pessoas pilotam suas motos por centenas, senão milhares, de quilômetros apenas para participar.

Diferente de qualquer outra grande marca de motos, há um quê especial que as Harley-Davidsons levam consigo. Poderia ser simplesmente o som de um grande motor bicilíndrico em "V" saindo por canos retos a plena aceleração - isso certamente foi exaltado em dúzias de filmes. Mas acreditamos que é mais do que isso. Chame isso de mística, se quiser.

a 2003 Screamin' Eagle Softail Deuce
Foto cortesia da Harley-Davidson Motor Company
A Screamin' Eagle Softailandreg Deuce 2003, mostrada aqui em cores de pintura personalizadas - dourado Centenário e preto Vívido

Neste artigo, você terá a chance de aprender sobre o Zen da Harley-Davidson a partir da perspectiva do HowStuffWorks. Cobriremos a evolução dos motores, a atual linha de produtos e o processo de personalização. Da próxima vez que você parar ao lado de uma Harley-Davidson, você a verá de modo completamente diferente.

O primeiro passo para entender a mística da Harley é saber como as motos funcionam.

A motocicleta
Falando de maneira simples, uma motocicleta nada mais é do que uma bicicleta com um motor. Se você voltar aos primórdios das Harley-Davidson Motorcycles em 1903, uma moto é exatamente isso. A primeira Harley-Davidson em produção foi uma bicicleta com o quadro levemente modificado para tornar mais fácil colocar o motor nela. Uma correia de couro transmitia a potência do motor para a roda traseira. Essa motocicleta tinha pedais e podia ser pedalada como uma bicicleta. Ela também tinha um freio contrapedal normal no cubo traseiro, acionado pedalando-se para trás, exatamente como se faz em algumas bicicletas de uma só marcha.

the first Harley
Copyright Harley-Davidson Archives
Foto Cortesia da Harley-Davidson Motor Company Archives
A primeira Harley-Davidson foi basicamente uma bicicleta motorizada

Essa motocicleta Harley-Davidson original tinha um motor monocilíndrico de 405 cm3 refrigerado a ar e uma configuração de válvulas em F (admissão pelo cabeçote, escapamento pelo cilindro). O motor pesava 22,2 kg.

Hoje uma motocicleta não se parece nada com uma bicicleta. Ambos os veículos têm duas rodas, mas é aí que a similaridade termina.

A motocicleta básica atual
Duas coisas trabalharam em conjunto para fazer as motocicletas parecerem tão grandes:

  1. motor foi ficando cada vez maior, de modo que a motocicleta ficou maior para sustentar o motor e suportar o peso. Conforme a motocicleta ficou mais pesada, as rodas e os pneus ficaram maiores e mais fortes para suportar o peso, como ocorreu com os freios, o quadro etc. O tanque de combustível também se expandiu para proporcionar ao motor maior o combustível de que precisa;

     

  2. com os tamanhos de motor aumentando, as motocicletas se tornaram muito mais rápidas e puderam viajar por distâncias muito maiores; velocidades mais altas significaram a adição de uma transmissão; o conforto do piloto na forma de pneus maiores, sistemas de suspensão, bancos e assim por diante foram adicionados para tornar o uso melhor; a velocidade adicional torna os pneus importantes para o desempenho, de modo que eles ficaram mais largos.

Você pode ver todos esses recursos avançados de motocicletas na foto ilustrada abaixo.

a Harley-like custom motorcycle

Hoje as motocicletas estão muito distantes das bicicletas motorizadas do passado

Esta moto não é uma Harley - é uma moto personalizada como a Harley que despe uma motocicleta moderna à sua nua essencialidade. Por exemplo, esta motocicleta tem um motor e uma transmissão:

the two-cylinder V engine of a Harley-like custom motorcycle

Motor de 1.450 cm3, com dois cilindros em "V"

the exhaust pipes of the custom motorcycle

Os canos de escapamento em aço inoxidável estão conectados diretamente aos cabeçotes do motor

Neste caso o motor desloca 1.450 cm3 e tem dois cilindros. Os cilindros estão dispostos em uma configuração em V com um ângulo de 45º. O motor usa lubrificação por cárter seco, com tanque externo para o óleo montado acima da transmissão. O escape é simplesmente um par de canos de aço inoxidável conectados ao duto de escapamento de cada cabeçote. Não há silencioso ou catalisador de qualquer tipo.

A transmissão se situa logo abaixo do motor. Trata-se de uma caixa de mudanças manual seqüencial de 6 marchas. O motor transmite sua potência a partir do virabrequim para a transmissão através da redução primária. A potência então é transferida da transmissão para a roda traseira pela redução final que, neste caso, é uma corrente, como se vê nesta fotografia:

the final drive of the custom motorcycle

A redução primária nesta moto é uma correia de Kevlar/borracha bem larga. A corrente grande faz parte da redução final

Toda a potência do motor acaba indo para a roda traseira.

the back wheel

A potência do motor acaba indo para esta roda traseira extremamente larga

Você também pode ver o freio a disco traseiro, assim como a parte traseira do quadro. Na fotografia acima, bem como na foto abaixo, é óbvio que os quadros de moto podem ser extremamente simples.

the motorcycle frame

O quadro tem um design simples. Como não há suspensão traseira, é chamada de "rabo duro".

O quadro consiste em apenas alguns tubos de aço dobrados e soldados juntos. Consulte esta página (em inglês) para obter fotografias de vários quadros diferentes. Esta moto não tem suspensão traseira e portanto é chamada de rabo duro.

O garfo dianteiro, único componente de suspensão desta motocicleta, está localizado na sua extremidade dianteira.

the front fork

O garfo dianteiro é o único componente da suspensão nesta moto: ele pode se comprimir para agir como um amortecedor

Você pode notar que a roda dianteira é muito mais estreita que a traseira. Há um único freio a disco na dianteira. O garfo dianteiro pode se comprimir para absorver impactos. No alto do garfo dianteiro estão os guidões e o farol.

Certamente, esta moto não é tão simples quanto a primeira Harley-Davidson, de 1903, mas também não é supercomplicada. Este é um transporte minimalista movido a gasolina. Então, como a Harley se compara a esta moto básica? Vamos dar uma olhada...

the 100th anniversary emblem
Foto cortesia da Harley-Davidson Motor Company
Emblema de Tanque do 100º Aniversário da Harley-Davidson com Barra e Escudo Cromados

Há no mercado uma oferta enorme de motocicletas, especialmente de fabricantes japoneses como a Honda, Yamaha e Kawasaki, mas muitas pessoas acham que nenhuma delas tem a aura, a tradição, o reconhecimento do nome ou a mística das motos da Harley-Davidson. Se você está imaginando o que há de tão único nas Harley, vamos começar pelo motor.

Eis algumas das características distintivas do motor:

  • até 2001, a Harley-Davidson esteve fielmente casada com o desenho de dois cilindros em "V", com ângulo de 45º entre os cilindros;
  • os motores são refrigerados a ar;
  • os motores têm válvulas no cabeçote que são acionadas por árvores de comando no bloco;
  • o óleo vem de um sistema de lubrificação de cárter seco;
  • os motores da Harley têm curso longo. Isso significa que os motores são de baixa rotação e têm muito torque. A faixa de máxima rotação está normalmente nas 5.000 rpm;
  • os motores da Harley têm um só colo de manivela para as duas bielas, que proporciona a esses motores um som exclusivo. Vamos saber mais sobre esse som especial na próxima seção.

Em 2001, a Harley fez o que para ela foi um movimento radical. Um novo motor chamado motor Revolution™ foi apresentado, para ser usado na VSRC 2002. O Revolution ainda usa dois cilindros V, mas a ângulo de 60º, é refrigerado a água, tem duplo comando de válvulas em cada cabeçote e atinge alta rotação (faixa vermelha em 9.000 rpm).

the Harley Revolution engine
Foto cortesia da Harley-Davidson Motor Company
O motor Revolution™ está sendo usado atualmente apenas em um modelo de produção da Harley - o VSRC. Tanto o VRSCA V-Rod™ 2003 (mostrado aqui) quanto o VSRC 2002 ostentam o motor Revolution™.

Além do motor, as motos Harley têm uma personalidade própria. Devido aos grandes motores, as Harleys tendem a ser grandes. As Harleys maiores pesam perto de 450 kg e costumam incorporar um estilo retrô. Discutiremos o novo motor mais detalhadamente um pouco mais adiante neste artigo.

A seguir, aprenderemos sobre a mística da Harley e seu som especial.

Harley nos Filmes
De "Sem Destino" a "Exterminador do Futuro 2" e "Missão Impossível 2", as motos têm roubado a cena durante décadas.
dvd cover of 'harley davidson and the marlboro man'
Foto Cortesia de Amazon.com

Na realidade, a Harley-Davidson alcançou o auge de bilheteria em 1991, no filme intitulado "Harley Davidson e Marlboro Man". Apresentando dois personagens principais: um chamado pelo nome da famosa empresa de motocicletas e outro pelo nome de uma marca de cigarros popular, este filme continua tendo seguidores. Alguns outros produtos também são mencionados no filme - há uma personagem chamada "Virginia Slim" (como os cigarros) e outro chamado pelo nome do famoso uísque "Jack Daniels".