Como funciona um airbag?

Desde sua criação, nos anos 80, os airbags já salvaram milhares de vidas. Se você colidir com algo, seu airbag pode inflar em menos de um décimo de segundo para protegê-lo das forças de uma colisão frontal.

Existem três partes em um airbag. Há a bolsa, feita de um tecido fino de náilon, que fica dobrada dentro do volante ou do painel do veículo. Há também o sensor que comanda a bolsa para que ela infle. Ele detecta uma força de colisão equivalente a um choque contra uma parede de alvenaria a uma velocidade de 16 a 24 km/h.

Finalmente, há o sistema de inflação. Os airbags são inflados pelo equivalente a um propulsor de foguete sólido. O azido de sódio (NaN3) e o nitrato de potássio (KNO3) reagem muito rapidamente, produzindo um grande pulso de gás nitrogênio quente. Isto faz com que a bolsa infle, pulando para fora do volante ou painel quando se expande. Cerca de um segundo depois, a bolsa já está se desinflando, de forma a não machucar ou atrapalhar o passageiro. É por isso que ela possui muitos orifícios.

Aqui vão alguns links interessantes: